Qual a idade em que somos mais felizes, segundo a ciência

A chamada crise dos 40 deixou de ser um mito. Pelo menos de acordo com uma ampla pesquisa realizada em 134 países pelo economista David Blanchflower, professor da universidade Dartmouth College, nos EUA, e ex-membro do Comitê de Política Monetária do Banco da Inglaterra. Segundo o estudo, publicado nesta semana pelo Escritório Nacional de Pesquisa Econômica dos EUA, existe uma "curva de felicidade" que está presente na maior parte dos países. É surpreendente que, em contextos culturais tão diferentes, o padrão se repita: nos sentimos melhor na adolescência, somos mais infelizes até o fim dos 40 e depois valorizamos a sensação de bem-estar quando nos aproximamos da velhice. Basicamente, a pio

Post em destaque, tema conversado em nossa palestra de motivação.
Posts recentes, temas de palestras motivacionais
Arquivo
Nenhum tag.
Procurar por tags